Porto União em situação de emergência

Porto União decreta situação de emergência. A medida foi tomada no final da tarde de segunda-feira, 05, com a presença dos membros da Comissão Municipal de Defesa Civil, devido ao período de estiagem que afeta principalmente a área rural do município.

  

Em Santa Catarina, já são 83 municípios em estado de emergência. A previsão de tempo não indica chuvas prolongadas para os próximos dias. O trabalho vem sendo redobrado na Secretaria de Agricultura e Obras no auxílio de urgência aos agricultores. Quando há necessidade e a solicitação da população o caminhão pipa da Prefeitura abastece as propriedades.

  

A produção de leite já caiu 11% e até junho é provável que sejam mais 15% de queda. As lavouras de soja, milho e feijão são as que tem sofrido maior impacto.  Contabilizando, os prejuízos já ultrapassam cinco milhões de reais para o setor agrícola de Porto União.

   

Mesmo com os grandes prejuízos, os agricultores têm os vencimentos de empréstimos, principalmente no Pronaf com os bancos e com a situação de emergência o prazo para pagamento das dívidas se estende. Recursos também poderão ser pleiteados futuramente principalmente para a questão da prevenção de situações como essa. O município permanece em emergência por 45 dias.

  

O prefeito Renato Stasiak destacou ser primordial a atenção voltada aos agricultores. “O trabalho na produção agrícola e pecuária não pode parar e por isso decretamos emergência em Porto União para garantir benefícios aos produtores rurais”, afirmou Stasiak.

  Os dados foram repassados durante a reunião pelos técnicos da Epagri, Sindicato de Trabalhadores Rurais e ainda pela Secretaria de Agricultura.  Ainda estiveram presentes vereadores, os representantes do Corpo de Bombeiro, Polícia Militar, 5º BEC Bld, Sec-Corpreri, Sanepar, Copel, Delegacia Civil e demais segmentos ligados a Defesa Civil.

Este edital possui conteúdo protegido pela LGPD, para obter acesso abra uma requisição aqui