---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Legislação

Lei Ordinária 4668/2020

Publicada em: 26 jun 2020

Ementa: Denomina o Portal Turístico de Santa Cruz do Timbó de “Portal Centenário Santa Cruz do Timbó”.


Lei4668 - Denomina Portal Turístico SANTA CRUZ DO TIMBÓ
[24,0 KB] Baixar Arquivo

LEI Nº 4.668, de 25 de junho de 2020.

 

 

 

Denomina o Portal Turístico de Santa Cruz do Timbó de Portal Centenário Santa Cruz do Timbó”.

 

 

O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO UNIÃO, Estado de Santa Catarina, usando da competência privativa que lhe confere o inciso IV, do artigo 64, da Lei Orgânica do Município, faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte LEI:

 

 

Art. 1º - Fica denominado o Portal Turístico localizado no Distrito de Santa Cruz do Timbó de Portal Centenário Santa Cruz do Timbó.

 

 

Art. 2º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

 

Porto União, 25 de junho de 2020.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

         ELISEU MIBACH                    RUAN GUILHERME WOLF

         Prefeito Municipal    Secretário Municipal de Administração e Esporte

 

 

 

 

 

 

 

ANEXO I

 

Comemorou-se o centenário do Distrito de Santa Cruz do Timbó no dia 09 de setembro de 2019 e a denominação do Portal Turístico localizado no Distrito de Santa Cruz do Timbó, neste Município de “Portal Centenário Santa Cruz do Timbó” é uma homenagem digna a esta data tão importante para os moradores de Santa Cruz do Timbó.

 

O Distrito foi instalado oficialmente em 26 de julho de 1926, mas sua colonização remonta a décadas anteriores. A região era originalmente habitada pelos índios Xokleng, os quais, inclusive, por volta de 1910, provocaram a morte do primeiro morador do lugar, Senhor Pedro Ermonge. Esse acontecimento levou a família Ermonge a erguer uma cruz de madeira às margens do Rio Timbó.

 

Por volta de 1917 chegaram as primeiras famílias de migrantes, a maior parte evangélicos luteranos de origem alemã, vindos do Rio Grande do Sul. Eram as famílias Perske, Barth, Jung e Sander, dentre outras. Muitos vieram do município gaúcho de Santa Cruz do Sul e, encontrando a cruz rústica, denominaram o local de "Lugar da Cruz", depois apenas "Santa Cruz". Mais tarde, houve a tentativa de alterar o nome para "Caúna", homônimo duma planta de gosto amargo, abundante na região. Tendo sido frustrada essa tentativa, retomou-se o nome "Santa Cruz", acrescentando-se o nome do rio que banha a região, Timbó. Ao final das duas guerras mundiais, vieram algumas famílias diretamente da Europa, bem como das regiões litorâneas de Santa Catarina.

 

A comemoração do centenário do Distrito de Santa Cruz do Timbó é de grande importância para seus moradores e representa um marco na história do Município de Porto União.

 


Não existem arquivos anexos


Não existem normas relacionadas